ActualidadeWebdesignusabilidade

Dia Mundial da Usabilidade

A vida é complicada, é assim por defeito. Mas sabem o que é que não precisa de ser complicado? Os sites e as aplicações da vossa marca.

Dia 14 de Novembro assinala-se o Dia Mundial da Usabilidade, este ano subordinado ao tema “Desenhar para o Futuro que Queremos”, que é o mesmo que perguntar que futuro é que estamos a criar.

Mas o que é usabilidade? Segundo a Nielsen, “usabilidade é um atributo de avaliação  que demonstra até que ponto os interfaces são fáceis de usar”, e também se refere ao conjunto de métodos usados para melhorar esse uso.

É o território do design e da Experiência do Utilizador (UX), e é importante porque os utilizadores não gostam de dificuldades. Se o vosso website não for amigo do utilizador, ele vai-se embora mais depressa do que conseguem carregar os cookies. Organização, legibilidade, velocidade, recursos, tudo isto ajuda a fazer ou desfazer a experiência do utilizador.

Os elementos que definem os parâmetros de usabilidade, ainda de acordo com a Nielsen, são:

  • Aprendizagem: que facilidade têm os utilizadores em cumprir tarefas básicas da primeira vez que interagem com o design?
  • Eficiência: percebendo como funciona, com que rapidez cumprem essas tarefas?
  • Memória: se ficarem algum tempo sem interagir com o design, irão facilmente lembrar-se de como funciona?
  • Erros: quantos erros os utilizadores cometem, quantas vezes e como recuperam deles?
  • Satisfação: até que ponto o design é agradável?

Um bom grau de usabilidade determina a sobrevivência digital das empresas. Se ninguém conseguir encontrar o vosso produto, ninguém o irá comprar. Se o vosso sistema de gestão interno for confuso para os vossos empregados, eles irão perder mais tempo em tarefas básicas.

ESTÁ NA ALTURA DE RENOVAR O VOSSO SITE?

Querem saber qual é a maior página com maior grau de usabilidade de todas? É esta:

google site usabilidade

Analisem-na pelos parâmetros anteriores e vejam se não temos razão.

Mas o trabalho desta página é só um. Os vossos sites têm mais objetivos, mais funções e implicam comportamentos mais complexos. Como é que podem ser mais “usáveis”?

Testando, analisando, alterando, testando, analisando, alterando, e por aí fora. Desde a capacidade dos servidores à programação, dos fatores visuais à legibilidade, tudo tem que ser avaliado para que os utilizadores não fujam, do momento em que se cria um protótipo até depois da implementação do design final.

A PERFORMANCE DO SEU WEBSITE IMPORTA?

O que é que isto tem a ver com o futuro? Tudo. Melhores experiências aumentam a qualidade das interações – sejam do foro comercial ou de prestação de serviços de saúde, no contacto com as instituições financeiras ou com o Estado – a sua inclusividade, afectando até a sustentabilidade energética e ambiental.

Como dissemos, a vida é complicada. Mas o design não precisa de o ser.
Que futuro querem para os vossos utilizadores? Venham desenhá-lo connosco.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post comment